Dicas úteis para os mochileiros de primeira viagem pela Índia

Não é um país simples, já a decisão de ir tem que ser tomada de coração aberto, não se pode ir esperando encontrar cenas de filmes e novelas romantizadas, não são só cores, embora as roupas sejam como uma colorida aquarela em meio a uma paisagem seca e desértica. Não são só as especiarias, embora os deliciosos aromas dos diferentes temperos estão por todas as partes, mesmo em meio a tanto lixo e sujeira. Não é só espiritualidade e yoga, embora no mais completo caos tudo se encaixa e não há violência e sim uma bruta gentileza! Não são só alegrias, danças e músicas, embora os sorrisos se abram abundantes como flores no meio de uma cruel pobreza. Não são só palácios como os dos marajás, embora as mais simples casa sejam decoradas com brilhos, pinturas, luzes e ornamentos, e as mulheres se vestem todos o dias como se fosse para uma grandiosa cerimonia, não é só feito de amor como o Taj Mahal, mas o sentimento tem que ser tão grandioso como essa tumba límpida e branca, para pode sobreviver nesse país de babel.

A Índia você ama ou odeia, depende do que você quer ver, as conclusões mudam de acordo com as experiências vividas pelos que nela viajam. Com certeza você já escutou relatos fascinados de pessoas que foram totalmente transformadas depois de viajar pelo país e, outras, que dizem que não voltariam nuca mais, que é o lugar mais sujo, hipócrita e deprimente do planeta. Estou de acordo com as duas visões e outras que surjam,  a única certeza é que a Índia não deixa ninguém indiferente.

Vou deixar aqui algumas dicas para os que querem viajar para Índia pela primeira vez.

1. Se prepare antes. Como eu disse, eu demorei um tempo antes de viajar pela Índia, já tinha viajado sozinha por muitos países, lido muito, foi todo uma preparação antes de me aventurar. Para viajar por esse país tem que se livrar de preconceitos e entender que é uma cultura totalmente diferente. 

2. O visto, primeira prova de paciência. Existem dois tipos, um bem fácil, que pode ser pedido online e que tem duração de 30 dias e, outro que você pode pedir por até 6 meses,  para esse visto precisa entrar no site, imprimir os documentos, enviar tudo que eles pedem para a embaixada por correio, os preços podem mudar no meio do processo (aconteceu comigo) pode demorar mais que o previsto, por isso comece o tramite com tempo.  

India Visa online

Importante - não se arrisque a ficar mais tempo do que o permitido, você pode ter sérios problemas e nunca mais ser autorizado a voltar.

3.Se arme de paciência - você vai ter que entender o país e relaxar, se não pode ser uma experiência horrível. Muitas vezes não vão entender oque você diz e você não vai entender o que os indianos estão falando, vai se sentir pressionado para comprar algo, mesmo quando não tiver nme olhando. Muitas pessoas vão tentar conversar, tirar foto. Vai ter que negociar o preço do taxi taxi ou tuk tuz muitas vezes e deixar muito claro o acordado, eles vão sempre tentar te levar em alguma loja de algum amigo. Isso tudo faz parte do que é o país, entenda, seja paciente e aproveite.  

4. O aeroporto é a segunda prova de fogo - é uma confusão, querem vender de tudo mais caro. Sim card mais caro, vender rúpias mais caro, transporte mais caro. Vá previamente planejado, se é sua primeira vez a melhor coisa é já ter um motorista te esperando, com preço combinado previamente. Muitos hotéis, mesmo os mais baratos, tem serviço de buscar no aeroporto que já está incluído na reserva. 

Facebook do melhor motorista em Nova Delhi, amigo querido, que foi um pai pra mim, tomando conta, negociando tudo.

5. Mantém a calma no transporte público e trânsito - não tem experiência mais intensa do que usar o trem, viajar de ônibus ou participar do transito na Índia, em qualquer parte do país, a qualquer hora, será caótico. Todo mundo tentando ir e vir em qualquer direção, prioridade não existe, semáforo quando tem eles não sabem pra que serve, asbuzinas não param, aliás se prepare psicologicamente para as buzinas. Na pista vão estar pessoas, carros, ônibus, vacas, tuk-tuks, o retrovisor não existe, motoristas que não sabem dirigir (pelo menos é a conclusão), e todos usam os telefones quando dirigem.  Chega um momento que você só pode reagir de duas formas, ter um ataque de nervos e pânico ou rir muito daquela confusão toda.

6. Viajar de trem - todo mundo que vai para a Índia tem que fazer pelo menos uma viagem de trem, é antropológico, não existe uma verdadeira viagem pelo país se não se arriscar pelas linhas férreas, além de que elas te levam para quase todos os lugares do país, é uma das mais extensas linhas férreas do mundo e acredito que uma das mais baratas.

Importante:

  • Sempre reserve as passagens com bastante antecedência, os trens costumam estar lotados (lembre-se são mais de 1 bilhão e 300 milhões de pessoas vivendo nesse país). 
  • Compre os tickets pela internet, tentar ir na estação comprar é só para Indiana Jones ou Lara Croft e olhe lá. Para compras online use o site Indian Railway Catering and Tourism Corporation Limited
  • Se for viajar a noite reserve a primeira ou a segunda classe, para ter um pouco de espaço, uma cama. No resto de trem é tudo amontado. A sleeper class, que qualquer um entenderia como a parte com camas, são vagões com poltronas e centenas de pessoas no mesmo espaço. 
  • Chegue na estação com tempo, tente entender aonde vai parar seu vagão, pergunte, mesmo assim quando chegar o trem vai ser uma loucura. A primeira vez eu demorei muito tempo para saber onde era meu vagão, pensei que ia perder o trem em uma cidade do norte da Índia, já era bem tarde, ainda bem que o trem ficou parado mais de 30 minutos e no último momento consegui me localizar.
  • Relaxe, não acredite no tempo que dizem que dura a viagem, pode durar menos ou mais, quase sempre mais. Um dos trens que eu viajei ficou parado no meio do caminho por umas 3 horas, eu tinha um vôo e fiquei tensa, a minha sorte é que eu comprei o ticket com umas 8 horas de diferença, por precaução. 

7. Toma cuidado com a comida e bebida, sempre. Higiene não é um habito no país, coma sempre em lugares indicados, nada cru, água mineral, se quiser come na rua tenha certeza que está tudo bem cozido. Eu comi em vários lugares, mas sempre comida cozida, eu não comia fruta na Índia, só quando eu mesmo descascava. Eu não tive diarreia mas, essa é uma das experiências pela qual 99% das pessoas que viajam pela Índia passam. Outra dica, leve papel higiênico, tenha sempre rolos de papel com você, banheiro e papel higiênico são duas coisas que não existem juntas e, o mais importante, tente não viajar de trem ou ônibus a qualquer sinal de dor de barriga.

8. Não se preocupe se não acontecer uma conexão imediata. Muita gente que viaja para a Índia vai em busca de algo espiritual, que a viagem vai transformar a vida, buscam uma experiência transcendental que muitos falam que tiveram e, um dos grandes erros é ficar buscando isso o tempo todo, ficar tenso se não acontecer, pelo menos de imediato. Eu vivi isso com outras pessoas, que tentavam buscar algum significado e conexão em tudo e não conseguiam relaxar. Deixe que a viagem aconteça sem essa expectativa, se esse momento tiver que chegar vai ser quando menos se espera, não precisa que seja buscado, forçado.

6. Você gosta de animais?? Na índia eles estarão por toda a parte, vacas, cachorros famintos, baratas, ratos. As vacas, como a maioria sabe, é sagrada e estão por todos os lados. No Rajastão tem um templo onde os ratos também são sagrados e em muitas lugares eles são sinal de boa sorte.  No trem que eu peguei tinha uma barata na cama, lembro do escândalo de uma amiga que tem pavor de barata, no final demos boas gargalhadas. 

7 -  Os preços são bem diferentes para turistas - isso acontece em diversos países, mas na Índia muitas vezes a diferença é enorme, mesmo assim é bem mais barato que os padrões ocidentais. Pense que se não fosse assim muitos indianos não poderiam conhecer seus monumentos porque o poder econômico na Índia é muito baixo. 

8 - Todo mundo vai pedir para tirar fotos com você, será seu momento celebridade, filas de homens, crianças, mulheres para conseguir uma foto. Acho que por costume, para mostrar aos amigos que tem um amigo ocidental, não sei porque, só sei que isso vai acontecer o tempo todo.

9 - Varanasi tem regras diferentes - a cidade fica na beira do sagrado Rio Ganges que é de extrema importância para a religião Hindu, onde se queimam os mortos. Pessoas de todo o país vão ali quando já estão nos momentos finais, vão esperar a morte. Respeite o local, não saia tirando foto de qualquer pessoa, algumas partes não é permitido que tirem fotos. Muita gente tenta ganhar dinheiro dos turistas, conversando sobre a religião, explicado, dando uma flor e depois pedindo insistentemente dinheiro. 

10 - Crianças pedintes - a parte difícil, o que fazer nesse momento. Serão muitas crianças extremamente pobres que irão se aproximar para pedir uma esmola, esse vai ser o momento mais difícil, crianças famintas, sujas, maltratadas e muito insistentes, as vezes até violentas, te seguram pelo braço, te seguem, puxa seu braço. Não dê esmola, mas não as trate com violência ou raiva. A Maioria dessas crianças vivem em estado total de abandono, na miséria extrema. São explorados e forçados por adultos, muitas vezes traficantes de crianças, outras pelos próprios pais, a agir dessa maneira. Com crianças que já sofrem dessa forma a última coisa que devemos fazer é tratar com raiva mas, também não podemos dar dinheiro para não incentivar os aliciadores. A situação é complicada, trate-as com paciência, com um sorriso, com carinho, se estiverem famintas compre alguma comida, para que elas consumam com você, mas não dê dinheiro. 

11 - Grande parte da Índia é vegana, por não infligir sofrimento aos animais, principalmente no Rajastão, onde nem ovo é consumido. Em algumas comunidades mais radicais, como dos Bishnoi e Jainitas, eles cobrem até a boca para evitar assassinar sem querer uma mosca. Então se acostume e aproveite a culinária local, que é cheia de sabores, mesmo sem carne