Nepal, onde as montanhas encontram o céu | O que fazer, quando ir, quanto custa.

A jornada ser mais importante que o destino é um chavão tão verdadeiro, até porque nem sempre temos o objetivo certo , ele é mutável e às vezes nem chegamos lá, não temos o controle do amanhã e o caminho nos molda, ensina, tanto que muitas vezes muda os objetivos e o ser. O caminho é que estamos vivendo agora, o bom é ir curtindo e aprendendo com ele, tornando a trajetória momentos de alegrias e evolução.

Pois bem, para não me extender muito filosofando nessa introdução, ela só foi para contar que o Nepal não era meu objetivo, estava tímido nos meus planos, era só uma passagem que me levaria para outros lugares. Mas, que passagem linda, de montanhas tão altas, de paz, de vistas de tirar o fôlego, de sorrisos e pessoas maravilhosas. O país do Everest, onde as montanhas se encontram com o céu, onde nasceu Lorde Buda (Sidarta), e um dos poucos países do mundo que nunca foi colonizado. 

Depois de Viajar pela ruidosa Índia, nem por isso menos maravilhosa, chegar ao Nepal foi como um respiro, um descanso daquele louco, caótico e fascinante país.  

Pra quem tem vontade de conhecer o Nepal vou ajudar com algumas informações.

O que conhecer no Nepal

Cada um tem um tempo e um objetivo, muitos vão para fazer trekking, chegar até o topo do mundo, outros para meditar, tanta gente maravilhosa vai para ajudar na reconstrução do país depois do terremoto, alguns, como eu, vão por ir. Por isso vou colocar alguns lugares interessantes  no país e cada um faz seu plano.

- Katmandu -  Algumas pessoas chegam no Nepal por Terra, atravessando a fronteira desde a Índia, mas se esse não for o caso, Katmandu será a primeira parada no país. A capital do Nepal é patrimônio da unesco, muito charmosa, com seus esplêndidos templos. Não que não tenha caos, é uma cidade grande, com muito trânsito, muita gente e com tudo que as capitais do sudeste asiático possuem, ônibus velhos, tuc tuc, muita moto, poeira. Mas, katmandu tem muitas personalidades, e também é possível encontrar paz e tranquilidade por ali. 

- Onde ficar: No bairro Thammel, parte mais turística mas nem por isso menos graciosa, com cafés deliciosos, restaurantes, lojinhas típicas. É ali onde se encontram a maior parte dos hotéis e hostels e os viageiros do mundo todo.

- O que ver: 

Swayambhu - O templo dos macacos, fica em um ponto alto da cidade e tem uma vista linda. 

Boudhanath Pashupatinath - um dos templos mais antigos e sagrados do Nepal, dedicado à Shiva. Fica um pouco longe do centro, tem que ir de taxi, tuc tuc ou ônibus. Eu fui caminhando e demorei muito, é uma boa caminhada, eu curti porque me perdi pelas ruelas da cidade. Assim como em Varanasi, nesse templo se queimam os corpos de pessoas que morreram, é um lugar sagrado e importante para os hindus que vivem no Nepal.

Cerimônia de Cremação 

Cerimônia de Cremação 

Swayambhu Templo

Praça Durbar - é o coração da cidade velha, onde ficam os antigos palácios. A praça foi muito destruída pelo terremoto, mas ainda preserva sua beleza e, é rodeada por uma arquitetura espetacular que mostra todas as habilidades dos artistas e artesãos Neuaris, uma das etnias nepalesas. 

Praça Durbar

Monastério de Kophan - é um monastério budista, que fica no alto da montanha de Kophan, 

Caminhar pelas ruelas e provar a comida típica também vale muito.

Até o pé do topo do mundo - Everest base camp

É o trekking mais alto do mundo, tem que estar preparado. A viagem começa num vôo de Katmandu para Lukla, uma cidade a 2860 m de altitude e único acesso a Cordilheira do Himalaia para subir o Everest. É necessário guia profissional,  tempo e preparo, pois é um trekking que dura uma média de 15 dias. 

Preço - tem que pesquisar, pode variar entre 1500 e 5 mil dólares. Tem que pesquisar as agências e saber o que quer. Preste atenção, é um trekking que realmente exige bastante então é bom ir com profissionais preparados.

Melhor época - outubro e novembro. os dias são lindos e o frio ainda é suportável. 

d1bec9a83895567bd5682efe61f52a91.jpg

Annapurna

Uma das montanhas do Himalaia e a décima montanha mais alta da terra, linda com seu cume sempre branco. Annapurna é um nome sânscrito que significa deusa das colheitas.

Trekking - Existem diversos circuitos, desde 3 dias até 15. O preço varia dependendo do circuito. Mais informações https://www.welcomenepal.com/places-to-see/annapurna.html

Bhaktapur - O vale de Katmandu reúne o maior número de lugares patrimônio da humanidade do mundo e das três cidades históricas do vale, Bhaktapur é a mais bem conservada. Além de linda, é mais tranquila que a capital Katmandu, tem menos engarrafamento, menos turistas, mais edifícios tradicionais e ruas que pedem para serem exploradas a pé. 

annapurna5.jpg

Pokhara

É a segunda cidade turística mais grande do Nepal, falando assim podemos pensar que Pokhaka é caótica como a capital, mas não, o ambiente é tranquilo, relaxado, em um lugar espetacular, com un lago no centro e cercado pelas montanhas Machapuchare e Annapurna. Ver o reflexo das montanhas no lago, que é cheio de canoas coloridas, apreciar os nepaleses passeando tranqüilamente e sempre sorrindo, ficar ali fazendo nada, contemplar o pôr ou o nascer do sol, é um presente para a alma. Desde Pokhara existem vários trekkings.

Uma dica, não deixe de fazer um vôo de parapente, é sensacional. 

Voo parapente Pokhara

Aqui eu vou deixar o contato da pensão (guest House) onde fiquei, por que amo o dono. É difícil sair do Nepal sem amar as pessoas, mas Bishnu Gurung é especial. Me buscou na rodoviária, levou, cuidou de mim, foi um amigo. A pensão tem uma vista linda para o lago e para as montanhas, além disso o Bishnu é muito cuidadoso com o jardim. 

Facebook Bishnu : https://www.facebook.com/bishnu.gurung.963434 

Como chegar em Pokhara - Vôo ou ônibus. Eu fui de ônibus por ser muito mais barato, mas para quem não quer enfrentar 7 horas de balanço e tem um orçamento bom, vale a pena o avião. O legal do ônibus é que tem muito mochileiro e vai conhecendo o interior do país. 

Lumbini - Lugar de nascimento de Buda

Um lugar sagrado de peregrinos, um dos principais destinos espirituais do continente asiático. Em Lumbini é possível visitar o lugar exato onde nasceu Sidharta Gautama ha 2.500 anos.

Parque Nacional de Chitwan - Não conheci, mas muita gente recomenda, parece ser lindo.

Bodhnath - epicentro da comunidad tibetana no Nepal.

 

Os festivais e cerimonias do Nepal

 Se conseguir planejar a viajem para apreciar um dos fantásticos festivais que acontecem pelo país, faça, vale a pena.

        Kushe Aunsi

        Haritalika Teej

        Indra Jatra

        Dashain

        Tihar

        Mha Puja

        Chhat

        Tamu Lhosar

         Tiji

       Janai Purnima

Festivais https://www.welcomenepal.com

        Bisket Jatra

        Bode Jatra

        Maha Shivaratri

        Holi - Fagu Purnima

        Yomari Punhi

        Gai Jatra

        Krishna Ashtami

        Maghe Sankranti

        Sindoor Jatra

      

Mulheres que queiram viajar sozinhas pelo Nepal

 Eu fiz a viagem sozinha e achei muito tranquilo, não me senti ameaçada em nenhum momento. lembre-se sempre de respeitar a cultura deles, não andar a noite sozinha em lugares isolados, ou fazer trekking só você e os guias. Mas, no geral, o Nepal é um país muito pacífico e amigável. 

mulher viajando sozinha nepal

Trabalho Voluntário no Nepal

 Um país pobre, destruído pelo terremoto e que vem se recuperando pouco a pouco. Por isso, muita gente vai até o Nepal para realizar trabalho voluntário. Ao mesmo tempo, muita gente se aproveita dessa boa vontade para fazer dinheiro e voluntariado se tornou um negócio no país, por isso sempre pesquisar muito antes de doar dinheiro para alguma ONG. Vou colocar aqui algumas organizações, mas sempre pesquise mais.

 Butterfly Foundation (www.butterflyfoundation.org) Aceita voluntários para trabalhar com crianças e administração em Pokhara.
Child Environment Nepal (www.cennepal.org.np)        
Child Rescue Nepal (www.childrescuenepal.org) Ajudar crianças abandonadas ou vitimas de tráfico.
Ford Foundation (www.fordnepal.org) focado no cuidado de crianças e para dar aulas.            
Global Vision International (www.gvi.co.uk)
Helping Hands (www.helpinghandsusa.org)    
Himalayan Children Care Home (www.hchmustang.org) Aceita voluntários para cuidar de crianças e dar aulas nas escolas.
Insight Nepal (www.insightnepal.org)
Kathmandu Environmental Education Project (KEEP; www.keepnepal.org)
Mountain Fund (www.mountainvolunteer.org) Educação, trabalhar com agricultura e outros cuidados. 
Mountain Trust Nepal (www.mountain-trust.org)    
Nepal Trust (www.nepaltrust.org)
Nepali Children’s Trust (www.nepalichildrenstrust.com)
People & Places (www.travel-peopleandplaces.co.uk)    
Prisoners Assistance Nepal (www.panepal.org) Cuidar de crianças que tem os pais na prisão.
Rokpa (www.rokpa.org)
Rural Assistance Nepal (www.rannepal.org
Sustainable Agriculture Development Program (www.sadpnepal.org)
Volunteers Initiative Nepal (www.volunteeringnepal.org)

Visto para o Nepal

O Nepal facilita a vida dos que querem visitar o país, o vistos pode ser adquiridos ao chegar, nos aeroportos e fronteiras. É necessário ter foto e passaporte com mais de 6 meses de validade.

Existem vistos de 15, 30 e 90 dias e custa respectivamente US$25/40/100.

Informações de visto - http://online.nepalimmigration.gov.np/tourist-visa

  • Tibet - Para entrar no Tibet ou trekkings que entrem em áreas tibetanas é necessário uma permissão  especial, é uma área com restrições.

É sempre bom ter um monte de fotos de passaporte, porque serão necessárias também para as autorizações de trekking.

  • Trekking licença

Se a intenção for fazer trekking será necessário um cartão TIMS (Trekkers Information Management Systems), é uma licença básica de trekking obrigatória para todas as caminhadas no Nepal. Você também precisará de licenças de trekking para áreas específicas, que podem variar em custo com base na região. Muitas agências de trekking fazem os tramites, mas você pode também fazer nas oficinas de turismo - Nepal Tourism Board office. 

Mais informações, documentos e preços por área aqui -  http://www.taan.org.np/pages/trekking-permit-fees 

 

Quanto custa viajar pelo Nepal

O Nepal é um país barato, mas os custos dependem muito do que se vai fazer. Os trekkings podem sair caros, é obrigatório guia e o pagamento de uma taxa diária para o governo. Os preços das licenças variam do lugar, dias dias e da época, por isso coloquei ali em cima um link com informações específicas sobre esse ponto. 

Moeda - Rúpia nepalesa

Hospedagem - O mais legal é ficar em Pensão (guest house). São limpas, confortáveis e baratas. Procurar sempre com banho quente, porque faz muito frio, principalmente no inverno.

Guest House - US$10/15 

Hotel - US$20

Campink trekking organizado e bom - US$60–80 por dia 

 Comida - é possível comer bem por 1/ 3 dólares. Existem restaurantes mais caros, mas no geral é muito barato, simples e gostoso.  

Café da manha - US$ 2/3

Almoço - US$ 3/5 

Porção de Momo - US$ 1/ 2

Água - 0,40 cents 

- Transporte. Para viajar entre cidade pode ser de avião, dependendo a cidade, ou ônibus. Taxi também, mas sai caro.

Os vôos dependem muito das condições climáticas e são caros. Os ônibus são confortáveis, mais baratos, bom para conhecer outros mochileiros e o país. 

Ônibus Kathmandu - Pokhara - US$ 8/10 (é a média para outros lugares também, pode calcular entre 8/15 euros)

Vôo parapente: US$199

Dica: os guias sempre esperam uma gorjeta se você gostou do trekking e se foi bem feito. 

Comida Nepalesa

Por ser um país formado por diversas etnias isso se reflete na comida, que é variada, com produtos naturais e locais, achei uma das mais saudareis do sul da Ásia, sem muita fritura, muitos vegetais. Amei

O “você tem que provar” vai para o Momo, que acho ser a comida nepalesa mais famosa e que você encontra por todas as partes. Eu amei e comia todo dia, além de ser uma delícia, são baratos e saudáveis. 

Momo - Vício no nepal

Momo - Vício no nepal

Receptividade

Acho que posso colocar os nepaleses quase no mesmo patamar dos iranianos, que são imbatíveis pra mim até hoje. As pessoas no Nepal sorriem, querem ajudar, conversar, muito receptivas.

Pessoas Nepal mochila
viajando pelo Nepal

Melhor época para Viajar

Entre outubro e dezembro, os dias estão lindos, o frio ainda é tranquilo. Eu estive em dezembro e foram dias perfeitos. 

Dias azuis em dezembro e temperatura entre 22 graus durante o dia e 18 a noite