Um guia sobre Berlim - O que fazer, quanto custa, quando viajar, dicas

Um guia completo sobre a Capital da Alemanha

É possível visitar o mundo todo sem sair de Berlim, a cidade é uma das mais cosmopolitas que já estive, tem um pouco de cada lugar. Além disso, tem muita arte em todas suas manifestações e por todas as partes, a vida noturna é animada, restaurantes incríveis, é hipster, punk, é elegante algumas vezes, é dark, é onde as marcas da segunda guerra mundial ainda pulsam e onde as linhas da guerra fria estão marcadas.

Preparei aqui um guia com várias informações que juntei das muitas viagens que fiz para Berlim e agora vivendo aqui.

Vista do Dom - Ilha dos Museus - Berlim

Percorrendo a Galeria de grafites no muro de Berlim

O que fazer em Berlim

Não tem como viajar para Berlim é não fazer o roteiro clássico, visitar os museus da ilhas dos museus e arredores, conhecer o muro que dividiu a cidade por tantos anos e que hoje é uma galeria de arte a céu aberto, conhecer o museu do holocausto e o Check point Charlie. Mas, além disso, Berlim tem parques lindos, bairros cheios de vida, lojinhas, restaurantes do mundo todo, mercados de pulga e ao todo são 137 museus espalhados pela cidade, além de inúmeras exposições e galerias de arte. O que fazer vai depender muito da época. No verão a cidade tem inúmeras atividades ao ar livre, cinema, “praias” na beira do Rio, mercados. Já no inverno as programações são mais fechadas, por conta do frio.

Ilha dos Museus: O meu preferido na Ilha dos museus é o Pergamon sobre povos antigos e arte islâmica. Os outros museus são o Altes Museu, Neues Museu, museu Bode, Alte National Galerie. Existe um ticket mais barato para conhecer todos os museus, vou colocar as informações mais abaixo. Mais informações Museu Island

Berliner Dom - A Catedral de Berlim também fica na Ilha dos Museus, uma construção imponente e cheia de história.

Catedral de Berlim/ Berliner Dom 

Passeio pela Ilha dos Museus e vista para a Catedral de Berlim

Museu histórico Alemão - Pra mim valeu muito a visita, o museu é super interessante e conta toda a história da Alemanha, desde antes de ser Alemanha até o pós guerra fria. 

Tiergarden - Berlim tem inúmeros parques lindos mas, o Tiegarden se destaca, é um verdadeiro pulmão no meio da cidade. 

Bradenburg Gate - Antiga porta da cidade que foi reconstruída no final do século XVIII como o arco do triunfo, hoje é um dos lugares mais visitados de Berlim.

Explorando Berlim no Inverno - Bradenburg Gate

DDR Museu - Para entender de forma interativa como era viver na Berlim comunista a melhor maneira é o DDR Museu, que fica do lado da ilha dos museus. Mais informações DDR Museu

Alexanderplatz - Não é um lugar lindo, mas é tão típico em Berlim, é o centro onde tudo acontece e de onde se vai para todos os lugares. Mas, caminhando por ali em direção a ilha dos museus tem um bairro antigo  que se chama Nikolaiviertel que é super charmoso. 

Palácio de Reichstag - Onde fica o Parlamento Alemão. Vale a pena ir na Cúpula, mas tem que reservar antes. Informações e reserva

Gendarmenmarkt - uma praça que mistura um pouco de tudo, igreja, musica, arte e fica em das zonas mais elegantes de Berlim.

Memorial aos museus mortos da Europa - Mais história. Lembren-se sempre que é um memorial então respeitem o lugar (tem mais gente sem noção do que pensamos).

Pedaço do Muro e história da divisão no Check point Charlie

Pedaço do Muro e história da divisão no Check point Charlie

Check point Charlie - Faz parte da história, vale a pena conhecer por isso, é um retrato da guerra fria. Aproveita e vai até o museu Topografia do Terror, uma mostra clara e cruel de como começou o terceiro Reich e o Holocausto.

 

 

 

 

 

 

 

Muro de Berlim/ East Sid gallery - Um dos lugares mais clássicos de Berlim e visita obrigatória. O antigo muro foi transformado em uma galeria de arte, fica na beira do rio já chegando em Kreuzberg. Tem que ir.

East Side gallery - Muro de Berlim

East Side Gallery - Muro de Berlim

East Side Gallery - Muro de Berlim

Kaiser Wilhelm Gedächtniskirche - A igreja original foi bombardeada na segunda guerra e a torre foi mantida e agora é um memorial de guerra.

Deixando o roteiro mais turístico de lado… O que eu mais gosto de fazer em Berlim.

Andar pelas ruas entre Prezlauberg e Mitte, são cheias de vida, lojas interessantes, cafés, bazares, amo bater perna por essa área.  Tem um lugar interessante e que eu gosto bastante, um beco todo grafitado, com um cinema antigo, bares, lojas, tudo muito louco, fica na Rosenthaler Str. 39. E toda a área ao redor é “cool”. 

Beco Rosenthaler Str. 39

  Yaam, um lugar jamaicano que pela noite sempre tem shows muito bons e durante o verão tem uma “praia” na beira do rio, por lá sempre acontece também exposições interessantes. Outra praia muito legal e mais “fancy” é a Badenshift, tem areia, tem uma piscina que da a impressão que está dentro do rio, tem musica, é badalada,  e bem legal. 

Relax na praia em Berlim - Yaam

Piscina em cima do Rio - Verão em Berlim

Piscina em cima do Rio - Verão em Berlim

Por ali tem também um lugar que amo o Morchenpark, um verdadeiro oasis no meio da cidade, parece que você está na roça, o lugar é super interessante, meio hippie, alguns bares, mesas pelo jardim, gostoso para ir tomar algo na beira do rio, bom pra crianças. 

Domingo é garantido no Mauerpark, vou sempre, desde a primeira vez que estive na cidade. Me divirto com o karaoke ao vivo e o mercado de pulgas é um dos mais famosos de Berlim, se pode encontrar de tudo. Além disso, tem um mercado de comida delicioso, legal de comprar e comer sentada na grama do parque vendo todos os tipos de pessoas misturadas por ali e vários artistas com suas criações.

Mauer Park é a pedida dos domingos

Mercado de Pulga do Mauer Park 

Aqui um guia de todos os mercados de Pulga em Berlim - Pulga Culture

Outro lugar que gosto bastante é o mercado que acontece as quintas feiras em Kreuzberg no Markthalle Neun, com comida de rua do mundo todo, Coreia, Japão, Espanha, Nepal e até nossa querida tapioca. É super badalado e alegre. Para quem gosta de cerveja, tem uma cerveja artesanal lá que é maravilhosa (todos que vão dizem, eu sou do vinho).

E amo caminhar por Kreuzberg, me perder na beira do rio, ver aquela mistura louca de gente, africanos, turcos, indianos, alemães e o resto do mundo todo. 

Caminhando por Kreuzberg

Caminhando por Kreuzberg

Outro lugar que adoro, principalmente no verão, é Klunkerkranich. Um roof top bar lindo, com gente bonita, badalado. Um lugar perfeito para ver o pôr do sol, tomando um vinho ou uma cerveja.

Meu parque favorito é o Treptower parque, amo passear por ele e no verão, tem uma floresta enorme no meio do parque e na ilha que tem entre os rios sempre tem eventos legais, como cinema ao ar livre.

No verão tomar banho no lago do parque Weissenseer.

 

O que fazer em Berlim no Inverno

Mercado de Natal em Berlim

Mercado de Natal em Berlim

Talvez eu não seja a mais indicada, vou ser sincera, não gosto da cidade no inverno,  é tudo mais melancólico, as pessoas se fecham ainda mais e é escura, os parques estão vazios e não neva muito (eu amo neve rs). Mas, as festas continuam, os museus estão abertos, os monumentos estão lá, muitas exposições acontecem, em dezembro lindos mercados de natal alegram e iluminam as ruas, os restaurantes estão quentinhos dentro e com comida deliciosa. Então, se for viajar para Berlim no inverno dá sim para aproveitar,  se agasalhe bem e explore a cidade. A dica é, se quiser aproveitar o dia comece cedo, porque ele termina cedo.

Onde ficar

A cidade é muito bem conectada por transporte público, então é fácil se locomover para todos os lugares. Os bairros mais badalados são Mitte, Prezlauberg e Kreuzberg. O Mitte é centro, muito fácil ir para qualquer lugar. 

Como se locomover

Tram, metrô, trem, Buzão, tem de tudo e para todos os lugares. Além disso, a bicicleta é uma ótima pedida, tem ciclovia por toda a cidade e Berlim é muito reta, não tem subidas e descidas, assim é fácil pedalar.

Quanto custa viajar para Berlim

Vamos então para os valores disso tudo. Os gastos sempre vão depender do estilo de viagem, Mas, fiz uma média dos preços aqui.

    •    Transporte

Aeroporto para o centro - Metrô quase sempre é a melhor opção mas, dependendo para onde se for, pode ser o que o ônibus seja melhor. Berlim tem dois aeroportos.

Ticket ABC - 3,40

Bilhete transporte Berlim - Zonas A e B - 2,80 euros

1 dia de transporte - 7 euros (pode se usar todos os transportes, Metrô, trem, Tran, ônibus).

Se for usar o transporte para percursos curtos (tipo 3 estações) tem uma opção de 1,70 euros.

Berlim é uma cidade gigantesca, vale usar o passe de transporte ou alugar bicicleta, a cidade é plana e todo mundo faz tudo de bike aqui, as ciclovias estão por todos os lados e para todos os lados.

Bicicleta aluguel - Varia de 10 a 12 euros/ 24horas.

    •    Comida e bebida

Como eu disse, se pode visitar vários países em Berlim, principalmente pela culinária, e o preço é muito barato.

Preço médio restaurante Indiano - 6 euros

Preço médio restaurante Asiático - 5 euros

Preço médio restaurante árabe - 5 euros

Street Food - Kebab (um clássico de Berlim), cachorro quente (outro clássico) - 4 euros.

Cerveja em um bar ou restaurante - 4 euros um canecão.

Cerveja mercado - 0,70/ 0,80 centavos

Café custa 1/2 euros.

Vinho no mercado 2/5 euros 

Mercados em Berlim são ótimos e muito baratos.

    •    Atrações

Muro de Berlim - East Side Gallery - Free

Parques são muitos, são lindos e todos Free

Museus - Passe de 3 dias para mais de 30 museus custa 29 Euros. 

Passe para a Ilha dos museus - 19 euros (se for conhecer mais de um vale a pena comprar o passe, porque economiza um bom dinheiro) 

Museu Topografia do terror - Free

    •    Hospedagem

O melhor site para reservar e cotar hotéis é o booking.com, sempre com mais opções e melhores preços. por algumas leis não vale muito airbnb na Alemanha, sai mais caro quase sempre. Hostel world é ótimo para hostel, mas o booking tem muita opção também. 
Segue aqui o link para reservas na Alemanha, se for reservar entre por aqui que eu recebo uma comissão pequenina, melhor que nada hehe  - Booking.com Reservas de Hotel em Berlim

Hotel - a partir de 70 euros se encontra boas opções.

Hostel - Varia entre 20 e 30 euros a cama em dormitório. Muitos tem a opção de café da manha por um preço bem em conta (2 euros)

Dicas de como economizar em Berlim

Sempre tem como dar aquela economizada né. 

Se for usar muito o transporte público compre o passe para os dias que estiver aqui ou vá de bicicleta. 

Museu ticket vários dias também economiza bem, porque a média de preço de cada entrada é de 10 euros.

Kebab ou Kurrywurst - Custam 4 euros. Provavelmente os pratos mais tradicionais de Berlim e que se encontra em cada esquina.

Os super mercados são bem baratos.

Hospedagem - pode tentar o couch surfing que é se hospedar na casa de alguém ou buscar quartos pelo facebook, muita gente viaja e alugar quarto por alguns dias, sai bem mais em conta que Airbnb. Página Short-term accommodation Berlin.

Walking Tour - É uma ótima opção para conhecer melhor a cidade sem gastar muito, normalmente são de graça, mas tem que deixar uma gorjeta. 

Existe muita exposições e eventos de graça pela cidade. No geral Berlim é bem barato, o que mais se gasta é hospedagem. 

Uma ótima dica para viajar pela Alemanha e economizar é usar ônibus. A empresa Flix Bus tem uns preços muitos baixos. 

ônibus Berlim X Praga - 18 euros

Berlim X Munique - 15 euros

Outra boa opção é através do blablacar, carona paga.

Aqui tem um texto com os melhores aplicativos para te ajudar a planejar uma viagem e também a economizar.

Morar em Berlim

Não amo, porque sou uma pessoa do sol. Sempre tive vontade de ter essa experiência de morar aqui por ser uma cidade muito interessante, cheia de arte e história e uma das que mais gosto, mas morar não estou curtindo muito. Talvez porque estou no meio do inverno.

A primeira coisa que posso dizer de Berlim é que aqui você pode ser o que quiser, eu gosto disso, é como que se ninguém tivesse se preocupando com o que você quer ser. Que ser punk, andar nu, ter o cabelo rosa, ser elegante. Simplesmente seja.

A segunda é que eu sinto que tem um pouco do mundo todo aqui, sinto falta da comida do Vietnã, fácil achar em Berlim. Quero aquele show de música brasileira, sempre tem. Algo da índia, Nepal, Espanha, tem também. Como eu disse no começo do texto, uma das cidades mais cosmopolitas que estive.

A outra coisa que gosto, é bike friendly, aliás amo isso, poder explorar a cidade toda de bicicleta, a cidade é reta e tem muitas ciclovias.

Pelo lado negativo aqui é difícil fazer amizade, não impossível, mas sim é difícil. As pessoas são fechadas e frias (sempre com exceções). 

Mercado de trabalho - é uma cidade com muitas oportunidades, tem muita empresa aqui. Mas, quem é da area de tecnologia sempre sai na frente.

Língua - Mais de 30% dos moradores de berlim são estrangeiros, então é possível se comunicar em inglês na maioria das vezes. Mas, nos pontos comerciais de bairros mais afastados já é mais complicado. Para conseguir emprego, tem vagas em inglês, até mesmo português, mas são poucas, a maioria pede alemão, claro. Até porque para uma vaga que pede só o inglês, se você concorrer com alguém que fala inglês e alemão essa pessoa vai ter mais chances.

Os cursos intensivos custam mais ou menos 210/250 euros por mês. É uma língua difícil de aprender, requer dedicação, mas também abre portas porque não é tanta gente no mundo que fala.

Conseguir apartamento para morar é uma parte difícil, além de ter muita procura é muita burocracia (como em tudo).

Viajar Sozinha para Berlim

Acho que que viajar sozinha para toda a Europa é fácil, são lugares geralmente seguros, muita gente viajando, muitos lugares e eventos para reunir pessoas. A minha dica para quem quer viajar sozinha (ou sozinho) é ficar em hostel para fazer amizades, fazer os "walking tours" que tem pela cidade, são de graça (tem que dar uma gorjeta só) e ótimo para conhecer pessoas. 

Melhores bares para provar cerveja alemã

A Alemanha é mundialmente conhecia pela sua cerveja então é claro que muitos querem saber, onde os alemães de Berlim vão para tomar uma boa cerveja?  Ah, detalhe, aqui não tem isso de dividir cerveja não, cada um tem a sua garrafa. 

Zum Starken August - O ambiente é acolhedor, íntimo, com sofás e o bar tem mais de 6 diferentes cervejas artesanais no barril e 20 rótulos de cervejas artesanais alemã e também internacionais.

Home - Um lugar que o amante de cerveja não pode deixar de ir, pelo que me disseram haha. O ambiente é rústico, todo de madeira e faz sentir em casa com os sofás grandes. Eles tem mais de 30 rótulos do mundo todo, mas fazem questão que sejam exclusivas, uma experiência única. 

Vagabond - dica de um amigo cervejeiro e depois outro, e outro. Muitas gostam desse bar no bairro Wedding. Dizem ser o local perfeito para degustar uma boa cerveja artesanal.

Monterey bar - boa música, boa cerveja e bom ambiente em Prezlauenberg.

Heidenpeters - o lugar no mercado Markthalle Neun que eu falei ali em cima. A minha irmã cervejeira nata disse que foi uma das melhores cervejas que ela provou. Eles tem 6 diferentes cervejas artesanais no barril. Como uma cervejaria alemã, Heidenpeters vai até o limite de como tradicionalmente se deve preparar cervejas para produzir uma experiência única. 

Lugares que posso conhecer a partir de Berlim

Dresden - é uma cidade linda que fica mais ou menos a horas de Berlim. Tem trem o tempo todo e os ônibus para lá são bem baratos.

República Tcheca/ Praga - Fica a umas 5 horas de Berlim. Ônibus e vôos costumam ser baratos.

Polônia - Uma boa dica, aproveitar para conhecer alguns lugares na Polônia, que são os vizinhos mais próximos. 

Hamburgo - A cidade é linda e vale a pena conhecer se tiver tempo e é bem perto.

Fora isso desde Berlim tem vôos muito baratos para a Turquia, por tem muitos turcos morando aqui, acredito eu.

Muita gente faz Berlim x Londres ou BerlimXAmsterdam. Para Londres tem muitos vôos baratos, já para Amsterdam a opção mais barata é ônibus.  O site Go Euro é uma boa maneira de cotar as passagens e ver as diferenças entre os meios de transporte (preço, tempo de viagem). Go Euro

Seguro Saúde - sim, é obrigatório viajar com seguro saúde. É aquela coisa, pagamos para não usar. O mundial é um dos seguros mais famosos para viajar.

Visto - Como para toda a Europa, brasileiros podem viajar por três meses por qualquer país da Europa.

Passagens - Eu uso o google flights para cotar passagem. Normalmente os vôos para Berlim são mais caros, melhor voar para outro lugar primeiro. O principal aeroporto da Alemanha é o de Frankfurt.

É isso, espero que ajude, quem tiver mais perguntas pode escrever abaixo. Vou adorar também receber sugestões e trocar informações. Quem estiver vindo para Berlim me escreve, quem sabe marcamos algo <3