Sobre ser bem sucedida.

Eu não tenho casa própria, não tenho nem casa, também não tenho carro, aliás no momento também não tenho emprego, mas nos últimos anos viajei por muitos diferentes países, morei em outros tantos, conheci pessoas do mundo todo, fiz muitos amigos, que estão sempre de portas abertas me recebendo e hospedando, tive trabalhos incríveis, aprendi muito com eles, conheci outras culturas, histórias, comidas, tive amores, desamores, passei por perrengues, alegrias, aventuras, frio na barriga, sorrisos e choros. Eu vi as pirâmides do Egito, vi as cavernas do Vietnã, vi no Iran uma cidade construída por Xerxes, o imperador dos Persas, atravessei o mar vermelho e nadei no mar morto, dancei a luz da lua na Península do Sinai, voei de balão e parapente na Turquia, vi Buena Vista em Cuba, mergulhei com peixes na Tailândia, aprendi Salsa na Venezuela, bachata na República Dominicana e tentei tango na Argentina. 

Namorei suíço, italiano, alemão, argentino, e nem conto quantos beijei, tava aprendendo outras línguas. Agora namoro o amor da minha vida, que conheci na Indonesia, viajamos para o Japão e estamos na-morando na Alemanha.

 Vi o canal do Panamá, os Pagodes do Myanmar, surfei em Bali e Portugal. Percorri Berlim de bicicleta, vi as estrelas no deserto do Sahara, atravessei a Albânia de ônibus, vi o Mediterrâneo, o Adriatico, estive no Pacífico, no Atlântico e no Caribe, vi o sol nascer nos mais diferentes lugares e apreciei ele se pondo magicamente em tantos outros, o ciclo natural da renovação. Eu não tenho casa própria, nem carro, mas eu sou muito bem sucedida, vivo uma vida completa de experiências e amor!