11 Dicas Práticas para mulheres que viajam Sozinha

Eu sou uma grande incentivadora para que as mulheres viajem sozinhas, acho que é uma sensação de independência, empoderamento e auto conhecimento únicas. Eu mesma já fiz mochilão por mais de 1 ano sozinha. Já estive em muitos países que não sãos os mais “tradicionais” para mulheres viajantes, estive pela Índia, Nepal, Myanmar, Colombia, Venezuela, Cuba, Egito, Iran, Turquia, Marrocos. Viajei de barco, de trem, de camelo, de moto. Já me hospedei em casa de locais, casa de amigos, de amigos de amigos, já dormi em rodoviárias, aeroportos, pensão, hostel.

Viajando pela Turquia

Viajando pela Turquia

 

Mas, como mulher, sei que é importante confiar na nossa intuição, estar sempre atenta a situações estranhas, me sentir segura comigo mesma e com o lugar e, entender cada lugar. Porque infelizmente o mundo ainda não está acostumado com nossa independência e força. Mas chegamos lá. 

Por isso, deixo aqui algumas dicas para mulheres que querem desbravar esse mundo por conta própria e sem esperar por ninguém.

  • Sempre que foi sair com alguém que não conhece,  for em alguma festa,  pegar um taxi, sair com alguém do Tinder, um amigo novo, compartilha no WhatsApp, com alguém de confiança, a sua localização em tempo real. Tem como compartilhar até por 8 horas e é possível rastrear a localização em tempo real.

 

  • Quando for pegar taxi sozinha deixe claro para o motorista, mesmo que sutilmente, que você passou as informações pra algum amigo ou familiar. Do tipo, faz uma chamada e fala “to chegando, acabei de pegar o taxi tal”. E, mostra também que você está seguindo a rota pelo telefone. Sempre tem algum motorista tentando andar um pouquinho mais, isso é normal no mundo todo. Aliás, em muitas situações é bem melhor pegar um transporte público com mais gente do que um carro sozinha. 
Albania 

Albania 

 

  •  Aliás, ter sempre internet e telefone funcionando dá uma segurança danada. Vamos tirar proveito da tecnologia. Se estiver em outros países, compre um chip local, normalmente não é muito caro e ajuda. Já viajei sem internet e as vezes rolam uns perrengues desnecessários. Veja bem, não estou falando pra estar pendurada no celular não, e sim para ter ele ali como um ajudante. 

 

  • O Iphone tem uma função bem legal, o SOS de Emergência, você pode pedir ajuda e alertar seus contatos de emergência de modo rápido e discreto. Quando você faz uma ligação usando o SOS, o iPhone liga automaticamente para o número local de emergência, polícia, bombeiros ou ambulância. E também é possível adicionar contatos de emergência. Quando uma ligação de emergência é concluída, o iPhone alerta seus contatos de emergência com uma mensagem de texto e passa a sua localização atual, a menos que você cancele essa função e, por um tempo depois que você entrar em modo SOS, ele também envia atualizações quando a localização é alterada. Por isso é bom sempre ter todos os contatos de emergencia atualizados no Iphone.

Como funciona: 

  1. Mantenha pressionado o botão lateral e um dos botões de Volume até aparecer o controle deslizante do SOS de Emergência. 
  2. Arraste o controle deslizante do SOS de Emergência para ligar para os serviços de emergência. Se você continuar pressionando o botão lateral e o de Volume, em vez de arrastar o controle deslizante, uma contagem regressiva começará e se você pressionar os botões até o fim da contagem regressiva, o iPhone ligará para os serviços de emergência automaticamente.

iPhone 7 ou anteriores: 

  1. Pressione rapidamente o botão lateral cinco vezes. O controle deslizante do SOS de Emergência aparecerá. (Na Índia, é necessário pressionar o botão três vezes e, em seguida, o iPhone liga automaticamente para os serviços de emergência.
  2. Arraste o controle deslizante do SOS de Emergência para ligar para os serviços de emergência.
  • Sempre prefira taxis por aplicativo ou empresas que tem as informações do motorista e assim é possível ter acesso a essas informações.

 

Viajando sozinha pelo Iran - amo 

Viajando sozinha pelo Iran - amo 

  •  Pesquise sobre o lugar. Tenha certeza que você entende todas as “regras locais”, coisas simples com um gesto podem sem interpretados de diferentes maneiras. Por exemplo, quando eu viajei pelo Iran eu tinha que usar véu e uma blusa até o final da bunda. Em Portugal é extremamente desrespeitoso chamar alguém de moço, eles não gostam e se sentem ofendidos. O Sinal de V que em muitos países é considerado PAZ, no reino unido pode ser quase uma declaração de guerra. O dedão pra cima, como um ok, é extremamente desrespeitoso na Tailândia e em países do Oriente Médio. A figa ou os dedos cruzados em alguns países, como o Vietnam, representa a genitália feminina e realmente pode ser interpretado de maneira errônea. 

 

  • Sobre Acomodação. Muitas vezes eu gosto de procurar o local onde vou ficar na hora, para sentir o lugar. Mas, para a primeira noite tento sempre ter um local reservado, que já li, que tem boa localização para chegar, que tem recomendação. Já cheguei em muitos lugares sem reservar antes mas, eu já viajo ha muito tempo e me sinto tranquila com isso e, se for chegar tarde sempre reservo algum lugar. Outra coisa, dependendo o país eu tento pesquisar antes como me locomover. Na índia consegui um taxista de confiança que me recomendaram e que hoje em dia é meu amigo e ele mesmo me indicava amigos em outras cidades.
Pokhara Nepal 

Pokhara Nepal 

 

  • Carregando dinheiro - esconda dinheiro enrolando-o com força e colocando-o em um aplicador de absorvente interno vazio (não usado !!) ou até mesmo dentro do absorvente normal, enrole, e volte a guardar no pacote. Não são muitos os batedores de carteira que tentam roubar um absorvente da sua bolsa. 

 

  • Cuidado com a bebedeira - yep! parece conselho de mãe, mas sim, temos que prestar atenção. Eu lembro que pela índia conheci outra viajante sozinha, no Rajastão, e ela me disse que viajando em lugares assim se estivesse com novos amigos ou sozinha ela nunca bebia álcool, preferia estar sempre lúcida. O mesmo comigo, não bebo muito, e principalmente se não estou entre conhecidos, não bebo (vale pra outros entorpecentes também).

 

  • Se junte com outras mulheres. Não estou falando de Europa, que é super seguro, mas em países onde a segurança não é o forte faça passeios em grupos, se junte com outras mulheres para fazer os passeios turísticos. Além de fazer novas amizades, mulheres se protegem.  
México, Brasil, Qtar e Australia - em comum, todas viajando sozinha pela Turquia 

México, Brasil, Qtar e Australia - em comum, todas viajando sozinha pela Turquia 

 

  • Tenha o telefone do pessoal do hostel, pensão ou hotel, endereço. Morando na Venezuela, República Dominicana, Panamá eu sempre tinha o telefone de um taxista de confiança para qualquer coisa ligar e me buscar. 

E, o mais importante, aproveite. Viajar é tudo de bom. Essas são só dicas para estarmos atentas, mas já viajei boa parte desse mundo e nunca aconteceu nada de ruim.